TiraniaDaContingencia

DOWNLOAD GRATUITO

A única coisa importante para Roberto Salvatore é escrever. Críticas de rock. Para uma audiência de onze seguidores – dez, excluindo ele mesmo.

De resto, leva uma rotina estacionada. Sente-se entediado no trabalho, mas se contenta com o pouco que ganha. Empurra o namoro com Valentina na barriga. E aos trinta anos, ainda mora com a mãe.

Uma traição tira Salvatore do automático. Ele questiona o mundo que criou para si. Reiventar-se num festival pode ser a solução.

Na companhia de amigos ensandecidos e com sua ex-namorada no encalço, ele parte para uma viagem de ruptura. Mira apenas o frenesi, narrando as experiências em seu blog, ‘Tirania da Contingência’. Para além de um texto com trilha sonora, Salvatore busca a partir da música um ensaio sobre o que o acaso lhe traz.

Em meio à jornada, ele se depara com escolhas importantes. O tipo de decisão que faz um adulto amadurecer e que repercute ao longo de toda a vida.

Uma história sobre relacionamento e afirmação, que reflete sobre os sonhos e emoções de quem vive no Brasil do século XXI, captando a sonoridade dos grandes festivais.

“Clima de otimismo. Amigos juntos, à espera de uma ótima tarde de loucura. Em poucas horas, as luzes vão jorrar do palco. O céu granulado paira acima da turba insana e feliz. De alguma maneira, estar ali nos faz sentir vivos, um ponto fora do mormaço cotidiano. Uma explosão de energia sonora e psicotrópicos.

Pegar um festival é mais do que ver uma sucessão de bandas boas e outras ruins. É uma fraternidade de pessoas fazendo o que mais gostam: ouvir rock e estourar os tímpanos. Gritar refrãos, dar socos no céu e tocar solos imaginários de guitarra.

Algo que no dia seguinte não passa de vapor na memória. Coisa que a gente não sabe pra que serve direito, mas continua indo.

Roberto Salvatore”