Categorias: Textos

Atravesso a saída. Por trás das portas, fantasmas em frenesi.

Um lugar pequeno, tanta gente, sem ninguém. Frases ensurdecedoras, vazias.

Uma rotina desgastante, dum esforço consciente de sorrir, falar com desconhecidos e se lembrar do nome das pessoas.

Que não faz sentido, só o sagrado convite, a engolir uma dinamite, e pedir o fogo ao pedestre.

Criolo está certo. Não Existe Amor em SP.

::

Roberto Salvatore